• warning: include(../orelha/yp.php): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/data/drupal-6-lts/includes/common.inc(1773) : eval()'d code on line 4.
  • warning: include(): Failed opening '../orelha/yp.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/php') in /var/www/data/drupal-6-lts/includes/common.inc(1773) : eval()'d code on line 4.

Governo estuda padrões para rádio digital

O secretário executivo do Ministério das Comunicações, Paulo Lustosa, anunciou durante o Congresso Brasileiro de Radiodifusão, promovido pela Abert, que já está pronta uma portaria para a criação de um grupo de trabalho, com representantes do ministério, da Casa Civil e da Radiobrás, que elabore pesquisas e testes relativos à rádio digital.

Lustosa também informou que deverão participar das discussões a Universidade de Brasília (UnB), a consultoria Brisa e o Instituto Casablanca. Na avaliação do secretário, o processo não é simples. "É importante avaliar a limpeza do espectro para viabilizar a transmissão digital", informa. Durante o painel do Congresso que debateu a implantação da rádio digital no País, o consultor da Abert, Djalma da Silveira, destacou que os concorrentes do rádio atualmente são a TV por assinatura, a internet e rádio via satélite.

"Eles contam com a ferramenta da tecnologia para oferecer serviços aos usuários. É importante que o rádio tenha poder de reação com base na oferta de qualidade de serviços, utilizando também a tecnologia digital.

Silveira falou também sobre os padrões existentes (Iboc, americano; Eureka 174, europeu; DRM, europeu; e ISDB, japonês). O consultor informou que, em freqüência AM, o sistema Iboc teve problemas de interferência noturna que já foi superado. A vantagem desse formato, no entanto, é que há possibilidade de transmissão simultânea com o padrão analógico.

O consultor avisou que a Radiobrás testará o padrão DRM em breve. "Nele, não há condições de se utilizar o mesmo canal de freqüência em ondas curtas, o que torna a migração um pouco mais complexa."

Vale ressaltar que o padrão Iboc é o preferido pelos radiodifusores brasileiros, que defendem sua utilização antes até de o governo definir a questão do padrão para a TV digital. Meio & Mensagem - Retirado do Clipping FNDC