• warning: include(../orelha/yp.php): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/data/drupal-6-lts/includes/common.inc(1773) : eval()'d code on line 4.
  • warning: include(): Failed opening '../orelha/yp.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/php') in /var/www/data/drupal-6-lts/includes/common.inc(1773) : eval()'d code on line 4.

A VERDADEIRA FACE DE PORTO ALEGRE QUE O GOVERNO FOGAÇA NÃO QUER MOSTRAR AO MUNDO

Tags:

A VERDADEIRA FACE DE PORTO ALEGRE QUE O GOVERNO FOGAÇA
NÃO QUER MOSTRAR AO MUNDO

Nós dos Movimentos Sociais MNCR, MTD, MNLM que organizamos os catadores de materiais recicláveis, os trabalhadores e trabalhadoras desempregados e sem teto, estamos na luta mais uma vez pelos nossos direitos. Contamos com a solidariedade das organizações presentes no VI Encontro Latino-americano de Organizações Populares Autônomas (ELAOPA) para este dia de luta. Este 15 de fevereiro representa também um dia de luta intercontinental em solidariedade a Chiapas no México que tem sofrido a repressão do governo e o desrespeito à autonomia indígena.
Nesse ano, Porto Alegre é a sede da Conferência Mundial de Desenvolvimento de Cidades, e o Governo Fogaça quer lançar Porto Alegre como modelo de desenvolvimento. Mas, desenvolvimento para quem? Esta conferência que se diz preocupada com a transformação social serve na verdade para mascarar as políticas de exclusão ditadas pelos organismos internacionais como o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento. Enquanto os ricos do mundo se reúnem na PUC para fingirem que se preocupam com a pobreza, os pobres da América Latina se reúnem na Restinga no VI ELAOPA para mudar de fato a realidade injusta do nosso continente.
Enquanto isso, este governo municipal (gestão FOGAÇA & ELISEU) que se diz detentor de democracia em governança solidária mostra o contrário aos trabalhadores, pois, desde que assumiu a Prefeitura, estamos em luta sem tréguas pelos nossos direitos. Durante este período todo foram feitas várias reuniões com os secretários Cézar Augusto Busatto da Governança Local, Clóvis Magalhães da Gestão e Acompanhamento Estratégico, Mário Monks do Departamento Municipal de Limpeza Urbana, entre outros, com o Prefeito José Fogaça. Formamos vários grupos de trabalho, seminários municipais, discussões na Câmara dos Vereadores e na Imprensa. Apresentamos várias propostas, projetos e programas nestas instâncias, onde foram aceitas e amplamente discutidas, mas nenhuma delas implementadas. Diante disso perguntamos: Onde está a Democracia, a Governança Solidária e os nossos direitos?,
Na cidade de Porto Alegre, o Departamento Municipal de Habitação (DEMHAB) se utiliza de muito dinheiro para a publicidade e quase nada para a habitação popular, enquanto isso, o número de habitantes em situação de rua aumenta cada vez mais, crianças estão se prostituindo e caindo no mundo das drogas. Também, aumenta o número de adolescentes na “bandidagem”. Prova disso é que diariamente, em média, dois jovens menores de 24 anos são mortos em Porto Alegre. Tanto que Porto Alegre está apontada como a 12° cidade do Brasil com maior quantidade de homicídios.
Não queremos fazer parte dessas estatísticas, o que queremos é ser reconhecidos e valorizados pelo nosso trabalho, através de políticas sociais de inclusão atualmente inexistentes em Porto Alegre, como a criação de frentes de trabalho permanentes para catadores e trabalhadores desempregados bem como a garantia de moradia digna para trabalhadores sem teto.
Reivindicamos:

- Livre circulação de carroças e carrinhos organizados em coleta seletiva solidária
- Subsídios públicos pelos serviços de coleta seletiva solidária e destinação correta dos materiais recicláveis
- Criação de pontos populares de trabalho
- Passe Livre pra desempregadas e filhos de desempregados que estejam estudando
- Cestas básicas já
- Implantação do Conselho Municipal da Cidade, conforme as deliberas das duas últimas Conferências das Cidades realizadas em Porto Alegre, que até hoje não foi realizado.
- Pelo fim da repressão em Chiapas e pelo respeito à autonomia indígena

Na luta nascemos, na luta permanecemos e na luta venceremos!!!
Nenhum passo atrás!!!