Quer montar uma estação de Rádio Livre?

Tags:

"O seguinte texto é um extrato de Nossa Bomba é o Rádio, um livro/panfleto lançado na Europa em 1992 e posteriormente revisado e aperfeiçoado por um anarquista irlandês chamado Billy em 1994. Esta documento revela informações básicas sobre como instalar uma estação de rádio de micropower. Eu fiz alguns correções de ortografia, mas o conteúdo está inalterado." - http://www.geocities.com/projetoperiferia/indice22.htm

Na montagem de uma estação de Rádio Livre a parte mais agradável é o momento em que ela vai ao ar pela primeira vez, geralmente com um zumbido ainda não equalizado. Isto é de minha própria experiência pois é diferente das outras estações de rádio. Há excitação porque todo mundo é surpreendido pelo fato que você conseguiu levar ao ar música e serviço muito diferentes. Em aproximadamente doze meses o público ficará tão acostumado que sentirá falta se a rádio for fechada.

Estes próximos capítulos lhe darão o conhecimento de nossa experiência para manter o funcionamento de sua estação e o encorajamento necessário e para montá-la. A primeira pergunta que você deveria se fazer é: Por que eu deveria montar uma estação de rádio livre? A segunda pergunta deveria ser: O que eu preciso? A primeira pergunta você terá que responder e a segunda eu tentarei ajudá-lo. Talvez você possa fazer isto de outro modo; pode ser necessário apenas você se juntar a estação de rádio mais próxima da comunidade. Planeje uma programação que você queira fazer, e se você estiver satisfeito por ter controle editorial total, bem, se não, há muito com que se preocupar.

Mas se você não estiver satisfeito com a rádio comunitária mais próxima ou ela não existir em sua área, não se deixe abater por isto. A maioria das pessoas começam assim e você pode se identificar com uma infinidade de pessoas que durante anos pensaram da mesma forma. Você também pode morar em um país onde é totalmente impossível montar uma estação, neste caso, há duas coisas a considerar: Primeiro, você poderia montar seus estúdios, fazer você mesmo seus programas e reproduzi-los em alto-falantes em seu campus de faculdade ou em uma cadeia de cabo ao redor sua área. Segundo, você poderia enviar seus programas a partir de um país vizinho e ser recebido em seu país, se você vive perto da divisa de outro país que você poderia radiodifundir possivelmente ainda na faixa de FM, mas se a fronteira é muito longe que seria melhor radiodifundir em MW ou onda curta. Isto foi muito usado no passado, a audiência não tem que saber de onde a transmissão está vindo, o bom disso tudo é que é totalmente legal e você não pode ser pego, mas a estação no país vizinho poderia ser fechada.

Esse tipo de radiodifusão embora seguro, nem sempre é prático e pode haver demora na programação quando as fitas não chegam na hora certa. Assim, se você decide ir ao ar de seu próprio país procure possíveis brechas na lei que você poderia utilizar. Também confirme o valor das multas, condenações carcerárias e descubra quantas pessoas foram condenadas por crimes relacionados a rádios ilegais (tais coisas não são tão freqüentes como parecem).

A próxima coisa que você tem que decidir é o equipamento e o pessoal que vai ser envolvido na estação que você montou. Você poderia levar a estação sozinho mas haveria uma dificuldade imensa, a menos que você já possua uma discoteca e assuma tudo por conta própria e esteja disposto a estar no estúdio de rádio todo o tempo. É mais provável que queira envolver outras pessoas em teu projeto e tais pessoas não são tão difíceis de achar. A maioria delas achará ótima a possibilidade de funcionamento de uma estação de rádio livre. Mas você deveria ser cauteloso com a forma que você vai anunciar o envolvimento delas, anúncio em um jornal poderia ser um pouco arriscado. Todo cuidado é pouco, pois você pode dar de cara com alguns fascistas ou grupos indesejáveis que, na primeira oportunidade correriam para contar às autoridades onde você está e quem você é. A melhor maneira para montar uma equipe é trabalhar primeiramente com uma grupo de amigos e posteriormente, se for necessário, aperfeiçoa-lo através de sucessivos encontros, individualmente em uma área neutra como um café ou taverna. Se você não quer chamar atenção sobre si você precisa se fazer conhecido.

Você deveria considerar a maneira que você vai organizar seu grupo agora, você deveria começar celebrando reuniões regulares e discutindo que tipo de estação você quer. Você deveria delegar funções a indivíduos capacitados. Estes trabalhos poderiam ser de providenciar equipamentos, levantar dinheiro, recrutar voluntários e você sempre precisará de alguém com um forte conhecimento técnico para montar o equipamento. Em uma mais recente fase quando você for ao ar, estas mesmas pessoas podem exercer funções de programadores e locutores. Estas pessoas seriam responsáveis pela programação diária quando sua estação estiver no ar.

Isto aliviaria a pessoa de assumir sozinho o volumoso trabalho de preenchimento dos horários vazios. O próximo passo importante é escolher a localização na qual você irá transmitir seu sinal de radiodifusão. Isto será relacionado à área que você deseja servir. A primeira regra do rádio é a altura ideal para efetivar um maior alcance de radiodifusão. Assim, quando você está escolhendo seu transmissor e localização de estúdio, a altura é o fator mais importante, assim escolha um bloco de torre ou uma área montanhosa. Se isto não é possível, improvise usando um mastro alto para a antena (pelo menos 15 ft) em cima de qualquer edifício.

Como você não estará anunciando quando você irá ao ar é provável que não terá qualquer forma de apoio financeiro, uma boa prática é começar a colher subscrições semanais até mesmo de seu grupo antes que você vá ao ar. Esta provavelmente será sua única fonte de renda, portando mantenha essa fonte para necessidades básicas como aluguel, eletricidade, etc.

Um grande truque é erguer sua antena em um edifício novo perto do local onde sua estação está instalada e ligar o cabo aéreo com o seu local de transmissão. Isto confundirá as autoridades numa provável investigação de sua estação. Outra dica é esconder sua antena em um tubo de plástico, isto não afetará seu sinal e se parecerá uma saída de ventilação. Também é útil escolher um local para seu transmissor onde em uma situação de batida policial possa ser descartado evitando assim provas de posse de equipamento de radiodifusão ilegal. Outras medidas de segurança conscientes deveriam ser consideradas como manter o conhecimento de sua localização com o mínimo possível de pessoas, usando anéis codificados para ganhar entrada no estúdio. Desenhe um protocolo de segurança a ser seguido em caso de uma batida policial. Assegure-se que todo mundo envolvido na estação saberá exatamente o que fazer se houver uma inesperada visita de policiais.

Nesta altura você já deve ter escolhido um nome para sua estação. Antes que você entre pela primeira vez no ar,

1 - deverá ser efetuada uma campanha promocional esclarecedora junto aos potenciais ouvintes.

2- Quem é você (a rádio, lógico) e onde você pode ser achado na faixa de FM.

3- O próximo passo, obter um transmissor, pode se constituir na parte mais difícil, pelo menos no passado isso era verdade. Isto tem mudado recentemente com a disponibilidade do kit de D.I.Y, montado de tal forma que o micro transmissor transforma uma área de 0,5 watts em amplificadores de 100 watts. O kit inteligente da Inglaterra e a Rádio Livre Berkeley nos EUA estão fazendo um ótimo trabalho tornando estes kits mais acessíveis e com bastante informação acoplada.

A Rádio Livre Berkeley também está trabalhando com uma equipe de engenheiros e técnicos que estão disponíveis para ajudar grupos a construir kits que se transformariam em transmissores quando chegassem a seu país. A razão principal que lhes enviam em forma de kit é que eles não são ilegais até que eles sejam montados e podem ser legalmente postados a qualquer parte do mundo. Este kits variam em custo [...] dependendo do provedor e o tipo de transmissor, mas isto [é] um começo muito barato e um excelente modo de aprender sobre os princípios do rádio. Se você receber um deste kits e não se sentir suficientemente [confiante] para montá-lo, peça para um perito em eletrônica da tua região para montá-lo para você, acompanhe essa montagem que da próxima vez você fará sozinho.

Se você não puder se lembrar de todas aquelas informações técnicas em uma sessão, tome emprestada uma filmadora de vídeo, grave as partes essenciais, tire cópias e envie-as para outros grupos na mesma situação. Você também pode localizar anúncios de compra e venda de transmissores em pequenos anúncios de jornais e periódicos locais, mantenha seus olhos na seção de rádio e vê se qualquer coisa aparece. Se não encontrar nada você poderia pôr um anúncio na seção predileta e se for o caso você poderia usar a caixa telefônica local como um número de resposta, para evitar autoridades virem em sua casa perguntando por que você quer comprar um transmissor. Esperando que você não tenha muita dificuldade em adquirir um transmissor para colocá-lo no ar e funcionando bem, prossiga lendo o próximo capítulo que lhe proverá com informações técnicas sobre todos os aspectos das estações de rádio como estúdios, antenas de transmissores.

APOIO TÉCNICO

Dependendo do tipo de estação que você vai montar, você tem que decidir que tipo de estúdio irá usar. Você pode querer operar sua estação do assento de passageiro de seu carro, enquanto você está estacionado ao lado de uma colina que dá vista para uma cidade. Este tipo de ligação dependeria de 12 volts i.e. apenas da bateria do carro, ou você pode decidir que você quer ter todos seus componentes de estúdio alimentados pelas suas próprias baterias. A parte mais importante de qualquer estúdio é o misturador. Para operação ao ar livre você terá que achar um misturador que tenha plugs para 12 volts de potência ou ligações em baterias internas (tandy e choça de rádio provêem um bom alcance destes misturadores). Os componentes de estúdio i.e. toca-fitas e CD player devem ser walkmans digitais conectados ao plug do fone de ouvido ou introduzidos nas seções de plugs enfileirados na parte de trás do misturador.
Isto é tudo muito simples mas você ficaria surpreso se algum DJs não conhecesse este procedimento básico. Se você está usando o plug do fone de ouvido para conectar ao misturador, você deverá fixar o volume no walkman para se aproximar minimamente de obter um nível adequado de linha, o fracasso em fazer isto causará uma distorção não desejada.

Quando operando de um carro ou outro veículo na estrada, o transmissor não deverá estar muito longe pois isto poderia causar zumbidos e chiados na transmissão, assim mantenha todos os chumbos de estúdio tão pequenos quanto possível e bem filtrados. Se isto não limpar o indesejável zumbido tente mudar o terra do misturador para o chassi do carro (confira a polaridade do chassi antes de fazer isto, normalmente ele é negativo) Também quando operando com um transmissor muito perto do estúdio, podem acontecer algumas coisas misteriosas com os CD players como oscilação da velocidade ou mesmo paradas intermitentes durante o funcionamento, isto costuma acontecer até mesmo com transmissores de baixa potência como os de 1 watt. Observe atentamente e verifique se o SWR da antena/transmissor estão bem fixos. Os problemas relativos ao SWR serão explicados posteriormente. Boa sorte com seu passageiro ou estúdio no assento de trás, você ficará pasmado com os resultados e os ouvintes nem mesmo notarão a diferença.

Se você decide operar seu estúdio de seu quarto, cozinha ou em algum lugar mais elaborado, então você terá a vantagem de mais estabilidade e espaço. Você também poderá usar componentes separados de sua unidade de HIFI. Isto economizará muito dinheiro de sua lista de compra para componentes de estúdio. Se você está trabalhando em um grupo onde é difícil conseguir um CD player ou mesmo um toca fita, se quiser poderia usar um simples gravador. O único componente que não estará prontamente disponível será o misturador, de preferência você deveria adquirir um que pode ser ampliado para levar microfones e componentes extras, você os encontra com facilidade em lojas eletrônicas especializadas e variam em preço [...] dependendo do que você quer.

A maioria dos misturadores tem uma saída para gravador nos plugs externos da parte de trás o qual pode ser conectado diretamente ao gravador, permitindo gravar programas, sons e anúncios da estação fora ar e ser lançado a qualquer hora, seria aconselhável usar um toca-fita que tenha facilidade de operação contínua (auto-reverso), como um programa pré gravado que pode ser usado para encher a tempo enquanto um voluntário não inicia sua programação. Os chumbos que conectam os componentes de estúdio para o misturador normalmente são de dígitos fone a fone, e estão bem abaixo das condições ideais da radiodifusão, mas sempre cheque que eles estejam tão conectados e justos quanto possível para evitar zumbidos e ruídos desagradáveis.

A produção do misturador pode ser conectada diretamente à maioria dos transmissores, como normalmente aceitam voltagem de linha standard eles trabalharão corretamente, contudo deve-se manter uma supervisão constante dos níveis de estúdio para evitar uma OVERMODULATION. Isto pode provocar um aumento abrupto no volume de teu sinal com um zumbido estridente que significa fratura, ou seja, o som fica sujo ou provoca uma acumulação de freqüência. Isto pode ser evitado usando dois componentes diferentes, o primeiro é um equalizador gráfico standard como o que seria usado em separado em seu HI-FI e o segundo é um compressor que age como um controle nivelado automático, quando corretamente afixado obstruirá imediatamente quaisquer sinais fortes que entrem no transmissor. Ambos operam como pedaços lineares de equipamento que bloqueiam a produção do misturador na entrada do gráfico ou compressor e sua produção na entrada do transmissor. Estes dois componentes também podem ser usados juntos entre si em linha.

Ao escolher um misturador, você deveria conferir qual tipo de coberturas de registro aceita. Há dois tipos- magnético e cerâmico, isto terá que se adequar ao tipo de fita que seu gravador tem. Alguns misturadores serão capazes de ambos os tipos mas outros só um.

Todo estúdio precisará de alguma forma de monitor, assim o apresentador pode ouvir o que está indo ao ar. Há dois modos para você fazer isto, o primeiro é ampliar o que está saindo do misturador usando um amplificador de HI-FI, isto trabalhará bem mas o segundo modo é muito mais fácil, monitorar tudo através de um aparelho de rádio. É aconselhável não deixar o som do monitor muito alto pois causará uma realimentação quando o microfone for movimentado em sua direção. Também é uma boa idéia que o DJs tragam os seus próprios fones porque eles os tratarão com mais cuidado, em nossa experiência os fones são as peças que mais quebram devido ao mau uso.

Se microfones extras forem necessários e [não há] plugs suficientes em seu misturador, você pode usar um misturador substituto com quatro canais e a produção do misturador substituto pode ser tampado no microfone introduzido em seu misturador principal isto lhe permitirá ter quatro microfones a níveis diferentes conectados ao misturador que se tornam muito úteis por ocasião de entrevistas.

Isto é tudo que eu poderia pensar que ajudaria nos estúdios, não é muito detalhado e a maioria do equipamento está disponível em sua mais próxima loja de HI-FI assim você não deveria ter muita dificuldade para adquirir essas coisas, seria uma idéia boa montar o estúdio até mesmo antes de você adquirir o transmissor assim você poderá treinar um pouco.

O TRANSMISSOR

É uma pequena caixa que algumas vezes traz um ventilador embutido e faz um zumbido. E DJs sempre perguntam o que fazer com ele se a polícia entra em cena. Do ponto de vista técnico é a única e mais importante peça do equipamento em toda a estação de rádio. Um toca-fita, um misturador e mesmo o fato de você estar no ar em plena transmissão não significam muita coisa, mas se pegam o transmissor, você está ferrado. Mantenha-os ocultos e nunca no mesmo edifício, em uma batida policial você poderia se livrar de ambos os transmissores.
Uma regra principal com transmissores é: se estão trabalhando o.k., esqueçam-no. Existem tantas estações que vez por outra temos que dar um intervalo porque alguém disse que uma pequena modificação aqui ou ali pode acrescentar mais poder ao seu transmissor. Resultado: o transistor de produção estoura e você tem que esperar duas semanas para repô-lo. Não caia nessa! Se você quer fazer este tipo de trabalho, faça-o na parte superior da traseira de seu transmissor, causa menos dificuldade.

Assim, podemos explicar um pouco sobre transmissores. Transmissores (txrs) são o único componente ilegal e não tem que estar em funcionamento para torná-lo ilegal, na maioria dos países ao redor do mundo a simples posse de um txr é crime, e tais leis são fartamente divulgadas. Txrs podem variar em tamanho e podem ser poderosos, alguns ajustes poderão transformar o poder dos txrs de 1 watt para 100 watts. Este tipo de txr é suficiente para cobrir qualquer cidade grande dependendo apenas da forma como sua antena é fixa, e a baixo custo. UM txr sempre deveria ser conectado a uma antena ou uma carga de bobo. Isto ajudará evitar a queima de transistores.

Como eu expliquei antes txrs aceitam entradas linha standard significando que eles não precisam de amplificadores para os dirigir. Isto é, há um modulador na primeira fase do txr. Esta fase é seguida por um encoder de estéreo (se provido) este encoder mistura o estéreo sobre o oscilador. Isto é, há um condensador variável nesta fase onde a freqüência do sinal normalmente é criada que poderá mudar a freqüência com o apoio de alguns MHz de acordo com a tua vontade . A próxima fase normalmente é um pára-choque, isto não aumenta poder, estabiliza o oscilador que impede a troca de freqüência depois que as fases do amplificador forem conectadas em série. A quantia de fases do amplificador pode diferir em txrs diferentes mas isto normalmente segue uma sucessão de 1 fase de watt, 5 watts organizam e estão para a fase de produção de cerca de 15 a 50 watts. A fase de produção busca quase sempre uma fase de filtro que isola os harmônicos que permitem uma antena que afina a unidade (A.T.U) o whitch afina a antena para o txr. Todos estes componentes e fases são escondidos dentro da caixa de sheilded, e a menos que algo esteja errado nunca deveria precisar de ser ajustado. Mudar a freqüência de um txr não é tão simples quanto mudar a freqüência de um receptor, como mover o dial. É tão complexo que só deveria ser manipulado por uma pessoa de confiança. Eu expliquei antes que há um botão de variação na tábua do oscilador, quando ele é movido no movimento horário ou anti-horário a freqüência pode ser mudada em alguns MHz para cima ou para baixo. E isto parecerá ter mudado sua freqüência em um rádio perto mas longe talvez não haja nenhum poder de saída. Logo você terá que afinar cada fase de amplificador à freqüência nova, isto é feito tampando um 40 watt blub claro ou metro de potência e carga de bobo no plug aéreo. Comece afinando a primeira fase de ampère até chegar na última e repita isso algumas vezes e pare sempre quando obter leituras de máximo do blub claro ou metro de potência. E passando então para a próxima fase, sempre tentando obter leituras de máximo.

Nesta fase seu transmissor estará trabalhando a plena potência na nova freqüência, às vezes é aconselhável virar a potência da fase de produção para aproximadamente 5%, isto dará uma vida de funcionamento mais longa a seu transistor de produção pois não estará funcionando a nível máximo todo o tempo.

Transmissores devem ficar em áreas frescas, se seu txr não tem um ventilador interno e esquenta muito num período de cinco minutos, você pode precisar colocar um ventilador perto dele para mantê-lo frio. A antena deve ser alimentada através de um cabo coaxial de 50 ohm, diferente do tipo usado para televisões, pode ser comprado em qualquer boa loja de equipamentos elétricos e custa aproximadamente 65 pence o metro. O Cabo Coaxial está disponível em diferentes tamanhos que dependem da potência que você vai utilizar, quanto mais pesado for o cabo melhor pois deixará vazar menos radiação reduzindo a interferência local.

Não há muita pesquisa sobre os efeitos da radiação emitida por estações de rádio, quando se fala em micro txrs há pouca chance deles serem prejudiciais à saúde. Isto não significa não haver perigo, mas também não há qualquer prova que seja. Cuidado com o choque elétrico de um txr de baixa potência, chamado RF, são fortíssimos e nada agradáveis. 15 watts não o matarão, a menos que você tome um choque em cima do telhado e morra na queda. É aconselhável desligar os transmissores antes de fazer qualquer trabalho aéreo, convém instalar um pequeno interruptor para evitar imprevistos. Certa vez, trabalhando à noite em uma antena (coisa que eu fazia com freqüência para que os vizinhos não me vissem) meu irmão quase caiu do telhado quando ele viu faíscas saírem da antena. Tome todo cuidado quando estiver trabalhando em antenas no topo do telhado, o mundo necessita muito de ativistas de rádios livres, portanto, não se arrisque e não se mate.

Antenas não são difíceis de fabricar, utilizando sucatas de alumínio e madeira e elas funcionam satisfatoriamente. Mas a maioria dos provedores aéreos o poderá prover com antenas de faixa de radiodifusão comerciais. Tenha certeza que você está adquirindo uma antena projetada para radiodifusão e não para recepção, pois provavelmente não será adequada a seu transmissor e poderia danificar seu txr.

A ideal será uma que tenha 50 ohm de impedância. Um tipo comum é um dipole dobrado, este tipo é muito estável e cobrirá a faixa de radiodifusão de 88 a 108 MHz, também aumentará seu sinal por 3 vezes, isto significa se seu txr tem uma produção P.E.P (poder de emissão de cume) de 30 watts, usando este tipo de antena você pode adquirir um E.R.P (poder radiado efetivo) de 90 watts. Também usando dois ou mais dipoles dobrados em paralelo conectados junto com matchers o E.R.P pode ser aumentado. Dipoles dobrados são apenas um tipo de antena, você também poderia usar um meio dipole de onda ou uma viga dependendo para onde você quer irradiar o sinal.

Se você decide adquirir uma antena de um negociante registrado seja cauteloso em não dar seu nome real, pois as autoridades só teriam que observar quem comprou uma faixa de radiodifusão aérea, dar uma batida em sua porta e o pegar.

Uma última nota é que você nunca tem que virar em um transmissor quando não é conectado a uma antena ou carga de bobo. Você deve conferir se sua antena está trabalhando o.k. e se seu transmissor está corretamente conectado a um metro de S.W.R em série entre eles pois isto lhe dará uma idéia se está seguro manter o txr conectado naquela antena.

Na maioria das bibliotecas há muitos livros que entram nos mínimos detalhes nestes assuntos e você achará bastante valiosa essas informações. Outro lugar que você achará a melhor informação sobre transmissores está em seu clube local de rádio amadores. Estas pessoas têm toda informação que você precisará para montar uma estação de rádio livre, mas é improvável que eles compartilharão essa informação com você (porque eles normalmente são grupos de classe média que sempre concordam com o Estado em tudo a ver com rádio). Assim a única maneira de conseguir informações é unir-se ao clube como um ESPIÃO e não contar para ninguém sobre suas idéias de rádio livre, porque você também achará que quase todos os trabalhadores de seu FCC local e departamento de Comunicações são nada mais que sócios destes clubes. Como eles provavelmente não suspeitarão de nada, o deixarão informado sobre seu trabalho e você poderia descobrir o quanto eles sabem ou não sabem sobre o movimento de rádio livre e se você tiver sorte poderá descobrir até mesmo quando e onde irá ocorrer a próxima batida policial. Há outra vantagem na sociedade com este tipo de clube, você poderia mostrar sua licença a vizinhos quando eles reclamam da terrível proximidade de seu mastro aéreo e da interferência que provocam nas imagens de suas TVs, quando eles verem uma licença para rádio amador lhes fará parecer legítimo e desistirão de seu caso. Se eles não verem uma licença podem levar o assunto à companhia de TELEVISÃO a cabo que por sua vez informará as autoridades de sua área.

ESMAGANDO

Se você decide que não tem muito que dizer pelo rádio e gostaria de silenciar outra estação, porque o serviço é racista, machista, fascista ou sectário, você pode acoplar um transmissor na mesma freqüência dessa estação impedindo o sinal dentro de sua área. Isto pode ser feito mais efetivamente por uma cadeia de transmissores ao redor de uma cidade, tudo isso impediria a chegada do sinal e também tornaria difícil para a estação que você está esmagando achar o jammers, por causa do número de transmissores em uso. Também é útil emitir um tom de teste ou uma mensagem registrada em uma fita, uma fala aos eventuais ouvintes do porque aquele serviço está sendo esmagado.

BATIDAS POLICIAIS

Pode acontecer que a polícia nunca apareça à sua porta acompanhada pelo FCC ou DOC. Mas mesmo assim é importante estar preparado para isto. Observe as leis em seu país. Decore e observe as leis em apreensões e warrents e saiba seus direitos e distribua essa informação para todos os djs em sua estação. Na maioria dos países há o direito de silenciar. DJs deveriam ser encorajados a exercitar este direito, para impedir que outros sejam incriminados. Também pode acontecer que o policial corrupto ataque com algo forjado como uma falsa autorização e o caso se torne público, mas algo que foi dito à polícia durante uma apreensão poderia influenciar o caso. Lembre-se que não ha interesse da polícia nem do tribunal provar que você é inocente, cabe a você provar que é inocente, assim use seu direito de silenciar. Também, faça grande alarde quando o microfone no estúdio é apreendido em pleno funcionamento durante uma batida policial, isto poderia ajudar a construir apoio público. Também pode ajudar seu caso se você gravasse a batida em um dictaphone, quando posteriormente poderá provar que a polícia quebrou as regras da autorização e procura.

Também seria uma idéia boa para construir um dispositivo de homing em seu transmissor, isto pode ser feito facilmente com um 1 kit de watt e baterias recarregáveis, o sinal poderia ser localizado até achado fora no edifício governamental para o qual foi enviado.

Comments

radio livre

oi desculpe o encomodo mas será possivel montar uma radio livre so atravez do computador? se o computador tiver internet 24 horas

Matéria Rádio Livre

Olá,

Sou jornalista e estou querendo levantar o assunto rádios livres. Será que vcs poderiam entrar em contato comigo? Aguardo.
daniela.paiva@correioweb.com.br
Abraço

jornalista

oi, por que vc não entra em contato com a gente?

esse eh um site aberto, colaborativo e inteligente, onde vc poderá colher muitas informações sobre rádios livres de diferentes localidades e perspectivas de atuação no país.

tente, faça uma comunicação diferente, onde o joralista não é o filtro, não eh o poder que apresenta imparcialmente o enfrentamento das parcialidades, mas paticipa, interage com seu objeto de estudo, aprendendo e difundindo informação.

publique um questionário e veja se t respondem..

.