Anatel fecha mais uma rádio comunitária

No dia 29 de agosto, por volta do meio dia, a Polícia Federal invadiu a sede da rádio comunitária Bicuda 99,3 FM, na Zona da Leopoldina, Rio de Janeiro. A invasão foi efetuada por vários policiais armados e acompanhada por três funcionários da ANATEL. Apesar dos policiais possuírem um mandado, testemunhas afirmam que eles utilizaram de violência desnecessária para invadir o local. Além disso, ao invés de lacrarem o transmissor, como costumam fazer nesse tipo de ação, a polícia apreendeu todo o equipamento da emissora, avaliado em mais de R$20 mil. Vale ressaltar que a rádio possuía a nota fiscal de todo o equipamento e que parte desse equipamento havia sido doado pelo próprio Governo Federal, através do Ministério da Saúde. As três pessoas que se encontravam no local foram impedidas de usar o telefone e uma moradora local que fotografou a ação teve seu filme apreendido.

A rádio se articulava a partir de uma ONG ambientalista, chamada Bicuda Ecológica, que luta pela preservação da única área verde da região, a Serra da Misericórdia. Além disso, a Bicuda FM já havia sido parceira da Fundação Oswaldo Cruz em programas de saúde e ajudava na organização dos diversos movimentos sociais da Leopoldina.

Essa é a segunda rádio comunitária fechada pela ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) em menos de 15 dias. No dia 18 de agosto a rádio Restinga 88,1 FM, de Porto Alegre, também foi invadida e teve seu transmissor lacrado. Assim como a rádio Restinga, a rádio Bicuda estava em processo de legalização.

Retirado de http://brasil.indymedia.org/pt/green/2002/09/104819.shtml