• warning: include(../orelha/yp.php): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/data/drupal-6-php7/includes/common.inc(1769) : eval()'d code on line 4.
  • warning: include(): Failed opening '../orelha/yp.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/php') in /var/www/data/drupal-6-php7/includes/common.inc(1769) : eval()'d code on line 4.

de:
http://www.mc.gov.br/noticias-do-site/22493-governo-anuncia-criacao-do-s...

Governo anuncia criação do sistema de rádio digital brasileiro

No prazo de aproximadamente dois meses, o presidente Lula deverá decidir qual sistema será implantado no país

Brasília – O Ministério das Comunicações publicou portaria em que cria o Sistema Brasileiro de Rádio Digital e decidiu que o padrão tecnológico a ser adotado no país terá que contemplar com eficiência as transmissões em ondas médias e frequência modulada. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 31 de março.

PORTARIA No- 290, DE 30 DE MARÇO DE 2010

Institui o Sistema Brasileiro de Rádio Digital - SBRD e dá outras
providências.

O MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe
confere o art. 87, parágrafo único, inciso IV, da Constituição, e
considerando o disposto no art. 27, inciso IV, alínea "b", da Lei no
10.683, de 27 de maio de 2003, resolve:

Art. 1o Fica instituído, por esta Portaria, o Sistema Brasileiro de
Rádio Digital - SBRD.
Art. 2o Para o serviço de radiodifusão sonora em Onda Média (OM) e em
Frequência Modulada (FM) deve ser adotado padrão que, além de contemplar
os objetivos de que trata o art. 3o, possibilite a operação eficiente em
ambas as modalidades do serviço.
Art. 3o O SBRD tem por finalidade alcançar, entre outros, alcançar os
seguintes objetivos:
I - promover a inclusão social, a diversidade cultural do País e a
língua pátria por meio do acesso à tecnologia digital, visando à
democratização da informação;

A chegada do Rádio Digital ao mundo levará, se depender da gente, a uma nova revolução das comunicações. Talvez algumas teorias de Brecht, Arlindo Machado, Guattari, minhas, nossas, irão se tornar realidade.

Com o rádio digital aliado as tecnologias de SDR (Software Defined Radio) é possível transmitir 0's e 1's pelas nossas rádios livres!

Sim, independer da Internet, telefone fixo e celular, dos satélites e fibras ópticas proprietárias é nosso objetivo. Essas são redes fechadas, proprietárias, enviesadas e...., não são nossas...

Podemos montar nossas rádios, tvs, redes de celular, infra estrutura de comunicação de longa distância - em vez de pagar R$200 para VIVO - paguemos para montar nossa própria infraestrutura - por que o espectro eletromagnético pertence somente as empresas e ao governo, se podemos nos organizar nós mesmos para nos comunicar? Espectro livre? Qualquer coisa diferente disso no contexto de evolução tecnológica do século 21 é censura, é 1984 hoje.

Tags:

Mobilização para a criação de uma rede brasileira de blogs de música.

por enquanto a discussão tá rolando no grupo

http://groups.google.com.br/group/rede-brasileira-de-blogs-de-musica

tirado de http://www.brasilautogestionario.org
escrito por everton

Proposta de palestras criada: por Produtora do Teatro Mágico, GEPsTAS/PUC/RS, Intervozes, SindBancários/POA, ABRAÇO, Brasil Autogestionário e movimento música para baixar (MPB); e aprovada no PROGRAMA CULTURA E PENSAMENTO 2009/2010

De forma surpreendente, a discussão sobre o padrão de Rádio Digital Brasileiro, que foi propositalmente esquecida pela grande mídia (sempre enviesada no sentido de garantir benefícios próprios, apoiadores do HD Radio), esquentou muito nas últimas semanas, graças a ativistas pró DRM (Digital Radio Mondiale) que de forma relativamente isolada começaram um grande movimento para a escolha de um padrão decente para o rádio brasileiro.

A situação ganhou um carater de disputa direta quando o CEO da Ibiquity, Robert Struble, lançou uma "Carta aberta aos nossos amigos brasileiros", que foi respondida por Michel Penneroux, também do alto escalão do consórcio DRM, que por sua vez foi respondida por John Schneider, mais um do alto escalão da Ibiquity. A Thomson, empresa integrante do consórcio DRM também tomou partido nesses últimos dias.

Os textos da disputa podem ser lidos aqui:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/02/464394.shtml

Tags:

Transmissão de rádios livres

Rádios livres, comunitárias, independentes e alternativas transmitindo e retransmitindo

Festival das Resistências
13 de marzo del 2010, desde las 11 de la mañana, hasta las 10 de la noche, hora del centro de México.
DEPORTIVO do Sindicato Mexicano de Electricistas (SME), CIDADE DE MÉXICO

Tags:

Olá a todxs,

a Rádio Xibé 106.7fm, está convidando toda a comunidade Tefeense, e todos outros leitores deste site de grande referencial, para participar do Mini-Curso de Rádio Livre e Comunicação, que será realizado no auditório da Escola Venceslau de Queiroz, nos dias 18, 19 e 20, horário e cronograma (em discussão)a ser divulgados neste site uma semana antes da data prevista.

Para mais informações, comentem esta notícia.

Inté!

Oi Pessoal,
Coloco aqui um pequeno guia para receber Rádio Digital DRM em OM e OC e VHF Banda II (Banda das atuais transmissões FM).

Para receber DRM30 (faixa de OM e OC) temos hoje duas opções: um receptor comercial, como o Morphy Richards 27024 que na Europa é possível se encontrar por menos de €130:
http://www.thiecom.de/index.php?sid=38a4fdf51499585d4aef3334ea0009bd&cl=...

Ou uma solução baseada em SDR (Software Defined Radio), que necessita além de receptor de um PC com uma boa placa de som.
Como solução SDR sugerimos o Pappradio, que foi feito tendo como objetivo a recepção DRM e pode ser comprado por menos de €70:
http://www.pappradio.de/

O Pappradio vai conectado à placa de som do computador.
No computador, é só executar o software Dream (roda em Windows e Linux):
http://drm.sourceforge.net/

Tags:

Debate ocorrido no Espaço AY-Carmela em São Paulo em 20/NOV de 2009.

http://www.ay-carmela.birosca.org/node/244

Pablo (espanha) integrante do indymedia estrecho e do hackitectura falará sobre cartografías políticas y cartografías ciudadanas.

CARTOGRAFA COMO ACTIVISMO GLOBAL

Los mapas son herramientas no neutrales e imprescindibles para
transformar la realidad. Históricamente han servido, por ejemplo, para
planificar la conquista militar o para promover la explotación
turística de ciudades y territorios. O como en el caso de la invasion
de Iraq, para manipular la mente de la poblacion con un mapa falseado
de Oriente Medio.

Syndicate content