Rádio Digital

Sobre a digitalização do espectro.

O Seminário de “Políticas Públicas para Democratização do Espectro do Séc XXI”, realizado no Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica, dia 26/06/2015, no Rio de Janeiro, foi o primeiro encontro oficial de lançamento do Movimento Espectro Livre, unificando as pesquisas e ações em torno do acesso cidadão às tecnologias de comunicação e livre expressão sem fins lucrativos.

Retirado de:
http://apublica.org/2011/06/wikileaks-helio-costa-garantiu-adocao-de-pad...

Telegrama obtido pelo Wikileaks indica que o ex-ministro das Comunicações, Hélio Costa, prometeu aos Estados Unidos adotar o modelo de rádio digital daquele país como espécie de prêmio de consolação após a vitória do Japão na disputa pelo padrão de TV digital.

De acordo com o site:
http://www.drm-brasil.org/

"O intuito desta Plataforma é dar cobertura aos testes do DRM no Brasil, dar suporte aos Broadcasters que queiram implementar o DRM em suas emissoras e aos ouvintes que queiram receber as transmissões, divulgar os documentos e manuais provenientes do Consórcio DRM, ser um ponto de encontro para técnicos da área trocarem informações e principalmente defender o DRM como padrão técnico do SBRD (Sistema Brasileiro de Rádio Digital)."

Excelente artigo produzido pela nossa querida Anatel sobre o futuro da radiodifusão brasileira, passando por assuntos como Rádio Digital e a velha e ultrapassada legislação brasileira de telecomunicações.

Em anexo o pdf do documento.

http://www.radiolivre.org/sites/radiolivre/files/extensao_fm.pdf

Hoje foi lançado pelo consórcio DRM o BUG - Broadcasters’ User Guide, que nesta versão já inclui o DRM+!

Esse é o guia definitivo para conhecer os detalhes de transmissão DRM.

http://www.drm.org/uploads/files/broadcast_manual.pdf

Nós de Rádios Livres conseguimos pela primeira vez, dia 26/05/2010, demonstrar uma cadeia completa de transmissão/recepção DRM.

Versión em español aquí

Hoje, dia 17 de maio, Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade de Informação, nós de Rádios e TVs Livres estamos lançando ao Brasil e ao mundo uma Carta Aberta em defesa da escolha do DRM (Digital Radio Mondiale) como padrão técnico para o SBRD (Sistema Brasileiro de Rádio Digital).

Através desta carta expressamos nossas reflexões sobre a melhor opção para o Rádio Digital no Brasil e no mundo. Defendendo a livre apropriação do meio Rádio, por qualquer grupo de pessoas que queira se expressar livremente, sem censura ou fronteira, local e globalmente, somos a favor da escolha do DRM - Digital Radio Mondiale - como o padrão de Rádio Digital a ser adotado no Brasil e no mundo.

Na última semana em uma parceria do coletivo saravá com o coletivo do radiolivre.org, foi realizada nossa primeira transmissão DRM - Digital Radio Mondiale.

Apesar do problema de no momento (em breve isso será resolvido) termos um equipamento (a USRP) que pode de forma exclusiva, ou somente transmitir ou somente receber DRM, pudemos testar uma transmissão DRM na frequência de 26000kHz, mas poderíamos ter feito essa transmissão na faixa do FM, usando o Modo E do DRM (DRM+).

Isso é um marco muito importante para nós, de forma que esse desenvolvimento abre as portas para um transmissor DRM de baixo custo, que esperamos ter em mãos até o final de 2010.

A modulação é feita em software usando o spark[1], e o equipamento de SDR utilizado foi a USRP[2].

Um vídeo com a demonstração do teste pode ser baixado de:
http://juba.tvlivre.org/transmissao_drm-h264.mov

Esse vídeo pode ser assistido com o mplayer[3] ou vlc[4] versão 1.0 ou superior.

Agora foi a vez de em conjunto, todas organizações que fazem o jogo da democratização da mídia lançar uma Carta que vai no mesmo sentido do erro cometido com o Sistema Brasileiro de TV Digital, agora para o Sistema Brasileiro de Rádio Digital.

Esse fato explicita mais uma vez a completa falta de conhecimento dos padrões existentes para Rádio Digital por parte desses grupos, e a posição de subserviência dessas organizações com relação ao governo, que ao governo tudo pede e exige, e por si só, não nada fazem.

Como correu na lista de Radios Livres, deve ser escolhido um padrão que assegure a livre expressão da população através da apropriação direta do meio rádio, e isso o DRM pode proporcionar, mas nããããão, quer-se fazer um sistema nacional... porque nenhum sistema atende as necessidades do Brasil... ai ai ai

Segue a Carta...

*CARTA ABERTA SOBRE O RÁDIO DIGITAL*

No último dia 30 de março o Ministério das Comunicações publicou a Portaria

A pouco tempo atrás ocorreu o III Seminário de Legislação e Direito à Comunicação promovido pela Amarc (Associação Mundial de Rádios Comunitárias).

Uma reportagem sobre a discussão que ocorreu por lá sobre rádio digital pode ser lida em:

Digitalização pode ser ruim para pequenas emissoras

Esse texto, dentre outras coisas, descreve discussões que foram colocadas no evento: "Quais são os modelos de rádio digital em teste no Brasil? O que eles podem oferecer? Quais as vantagens e desvantagens de cada um deles? O que a sociedade deve exigir?"

Syndicate content